Siga por Email

Marcadores

Encontre no blog. É só digitar

terça-feira, 18 de outubro de 2011

ESCREVENDO: Meu grande amor






















   Feliz aniversário meu amor!

         O ano de 1982 não foi como um ano qualquer. Nele, convencido de que estava fazendo a coisa certa, uni-me àquela que, em síntese, era e é uma mulher maravilhosa.

Sonia Regina de Oliveira Dian, a “Ninha”, o meu “Mô”, revelou-se desde então, em cada palavra, em cada gesto, em cada atitude, ser uma pessoa daquelas que não se encontram todos os dias.

“Ninha” é aquela amiga que se tornou esposa e aquela esposa que continuou amiga. E, cá entre nós, amiga para o que der e vier.

Talvez por isso, tornei-me em todos os aspectos dependente dela, e, se dissesse que não gosto disso, estaria sendo insincero.

            “Ninha” não lança em rosto as coisas que faz; não cobra pelo amor que dá; e não deixou de dá-lo mesmo quando desconfiava não estar sendo correspondida.

            Vinte e nove anos já se passaram e estamos juntos. Juntos e felizes. Juntos e apaixonados. Juntos e querendo estar juntos.

            Dezoito de outubro. Hoje. Aniversário dela. Quantos anos? Cinqüenta. Ela não faz questão de esconder. Pelo contrário, ela sabe que tem motivos sobejos para comemorar seus cinqüenta anos! E eu também. E nossos filhos também.

            Sinto ser oportuno expressar-lhe minha gratidão pelo bem que sempre me fez; pelos filhos maravilhosos que me deu; pelo amor que em nenhum instante me negou.

            E quero, também por isso, lhe dar os parabéns. Desejar-lhe muitas alegrias. E celebrar, com ela, por ela e por causa dela, a felicidade que experimentamos.


            Querida, eu lhe amo... psiu... eu lhe amo.
Paulo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário