Siga por Email

Marcadores

Encontre no blog. É só digitar

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

ESCREVENDO: O dízimo, a dúvida e a resposta















(Compartilho aqui o que uma pessoa, cujo nome omito por questões éticas, postou no Facebook em relação ao dízimo, e os comentários que fiz).


O DÍZIMO, A DÚVIDA E A RESPOSTA

A questão: Boa noite. A bíblia ensina a dar o dizimo. Só que com a onda de igrejas desonestas, perdemos a espontânea atitude de contribuir. De que forma podemos cumprir o mandamento bíblico sem permitir que este dinheiro seja usurpado, mas ao invés disso, dar a este valor o devido destino?


Meu Comentário: (...) meu irmão, o dízimo é uma forma e oportunidade de compartilhar. Eu lhe sugiro a leitura de Deuteronômio 14: 28-29 e 26:10-13. Lá você vai encontrar uma das razões do dízimo já esquecida. Leia! Você verá que, fazendo-se os ajustes necessários, é perfeitamente possível fazer o mesmo hoje, não por força de um mandamento, mas por um ato de amor. Abraço fraterno.


A nova pergunta: A (...) pediu para perguntar por que o dízimo existe na bíblia e não no Evangelho de Jesus?


Meu Comentário: Bem (...) antes que qualquer outra coisa é preciso esclarecer que o Evangelho de Jesus está na Bíblia também. Agora, respondendo objetivamente à pergunta, eu poderia dizer que, realmente, nos Evangelhos não há uma determinação de se dizimar nos moldes do A.T. porque o chamado de Jesus é para que você deixe tudo e siga-o. Ou seja, em Jesus nós aprendemos que ser servo é ter a consciência de que tudo pertence ao Senhor, embora esteja na nossa administração. Então, esqueça o dízimo e sirva ao Senhor com tudo o que você é e tem. Como? Leia Mateus 25:31-46. Abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário