Siga por Email

Marcadores

Encontre no blog. É só digitar

segunda-feira, 21 de março de 2011

PÊ, É POESIA! SARA!























SARA

Cortou-me o coração vê-la assim.
Rostinho abatido... para mim,
A culpa é da ferida que não sara.
Havia muita dor nos olhos teus,
E quando os vi fitando os olhos meus,
Julguei teu coração por tua cara.

A vida deve estar muito ruim,
Não tem cabeça, início, meio, fim,
Nublando tua feição tão bela e rara.
E em conversa com os botões meus,
Fiquei assim perdido: Santo Deus!
Querendo te abraçar e dizer: Sara!
Paulo Natalino Dian

Nenhum comentário:

Postar um comentário