Siga por Email

Marcadores

Encontre no blog. É só digitar

domingo, 11 de março de 2012

AINDA QUE LENDO, OUÇA! A noite vai passar




















A noite vai passar

Quando a noite se aproxima, os temores aumentam. E isso não acontece por acaso. Afinal, um céu azul e límpido transmite muito mais paz, alegria e segurança que aquele envolto por nuvens negras, de aparência assustadora e desconcertante.

            A escuridão tem o poder intrínseco de acelerar-nos o coração, fazer-nos tremer as pernas e transpirar, mesmo no frio.

            Quando a noite chega, chega acompanhada da dúvida, da insegurança, do medo mesmo. A tranquilidade experimentada e demonstrada ao longo do dia vai-se com os últimos riscos dos raios solares no céu.

            Quando a noite chega, chegam as criaturas da noite, concretas ou abstratas, reais ou imaginárias, mas sempre assustadoras. Ratos asquerosos cruzam nosso caminho. Baratas apavoradas, mas estranhamente apavorantes, fazem-nos dar movimentos inexplicáveis e gritos imprevistos. Sombras são projetadas nas paredes, enquanto que a nossa mente cuida em dar-lhes formas, movimentos e significados.

            A noite encurta a visão, aumenta as distâncias e separa as pessoas. Pudéssemos escolher e, talvez, optaríamos por um mundo sem noite.

            Mas se não fosse a noite... Se não fosse a noite não veríamos a beleza de um céu estrelado e cintilante; ficaríamos sem a poesia da lua dos enamorados; as plantas secar-se-iam pela ausência do orvalho; os fogos de artifício seriam apenas espetáculos barulhentos; os vagalumes não encontrariam seus pares e nem premiariam nossos olhos com seu pisca-pisca singelo e intermitente.

            Ah! Se não fosse a noite...

            Se não fosse a noite, jamais veríamos a beleza de um raiar de dia, de um novo dia que sempre sucederá a mais uma noite.

            A noite pode nos assustar. Mas a noite vai passar. Relaxe! A noite vai passar.

Paulo Natalino Dian

Nenhum comentário:

Postar um comentário